ABRAGNOSE - Academia Brasileira de Gnose

Dor e Reflexão

Muitos estudantes nos escrevem diariamente pedindo uma fórmula milagrosa para DESPERTAR A CONSCIÊNCIA. Lamentamos muito ter que dizer isso, mas não existe fórmula mágica para DESPERTAR. A Consciência somente desperta à custa de muitíssima dor e sofrimento. No atual momento humano, não há outra via que não a da dor e da reflexão.

Nossa alma, nossa Consciência dorme profundamente porque estamos FASCINADOS, HIPNOTIZADOS, FANATIZADOS, ILUDIDOS. Vivemos dentro de uma eterna e permanente FANTASIA. Para sairmos desse mundo de sonhos [ou de pesadelos], só passando por AMARGURAS INFINITAS, DECEPÇÕES, DESILUSÕES, CRISES EXISTENCIAIS, DEPRESSÕES, etc. Porque são esses sofrimentos que nos “acordam” para a realidade da existência.

Analise conosco… O que é preciso acontecer para que “caiamos na real”?

Você que vive fascinado por si mesmo, por suas ideias, por sua posição na sociedade, etc. o que é preciso acontecer para que caia na real e veja a si mesmo por inteiro, como é, e não como pensa que é? Será preciso acabar sozinho e isolado para que perceba que nenhum valor temos e que apenas somos usados interesseiramente pelos falsos amigos e companheiros?

Você que vive fascinado pelo dinheiro, pelo mundo corporativo e dos negócios, o que é preciso acontecer para que você caia na real, desperte sua consciência para a realidade da vida, onde tudo é passageiro e onde o dinheiro e o poder não compram aquilo que realmente necessitamos, como paz, alegria, saúde e amizades sinceras? Será preciso perder todo teu reino e viver exilado para que te dês conta que as empresas e impérios se levantam e desmoronam com suma facilidade? E que o dinheiro, a riqueza vem e vai como prostituta que se vende ao que paga melhor?

Você que vive fascinado pela política e pela politicagem, o que é preciso acontecer na sua vida para que caia na real e desperte para a realidade de misérias, pobrezas, explorações, desumanidades que nos rodeiam, as quais deverias minorar? Será preciso que renasças aleijado e mendigo nas regiões mais abandonadas do mundo para aprender o básico da compaixão e do serviço desinteressado?

Você que vive fascinado pela beleza das mulheres [ou dos homens] que te fazem escravo de paixões insaciáveis, o que é preciso que aconteça na tua vida para que caia na real e perceba que a aparência e a forma decaem e envelhecem te deixando na frustração de haver perdido miseravelmente o tempo com ilusões sensoriais? Será preciso que Tróia seja destruída novamente?

Você que vive fascinado pelos relatos esotéricos, que está inscrito em vários centros e escolas, que devora toda a literatura espiritualista do mundo, até mesmo os livros da Gnose, o que é preciso acontecer para que caias na real e percebas de uma vez por todas que o Caminho é feito caminhando e não pela leitura?

Você que é fascinado pela vida em si, pela vida moderna e tudo que ela oferece, o que é preciso acontecer para que caia na real e perceba claramente que a sucessão dos anos apenas mais nos leva à beira do sepulcro e que somente os fatos concretos nos fazem crescer espiritualmente e que os milagres da falsa ciência são apenas embustes traiçoeiros e geradores de novos sofrimentos?

Enfim, você que é fascinado por tantas coisas e vive iludido correndo atrás de tudo que cruza tua vida, o que é preciso que realmente aconteça na tua vida para que despertes e te dês conta que és uma alma imortal, uma consciência divina habitando temporariamente um corpo que te foi dado pela natureza para que cresças espiritualmente e apareças no universo como SER CONSCIENTE E AUTOGERADO [AUTO-REALIZADO]? Quando é que te vais dar conta que não és apenas e tão só um corpo mortal dotado de memória e pensamento?

Bem, meus amigos, a verdade é que TODOS vivemos fascinados por algo achando que a VIDA REAL é o que dela projetamos. Agora, enumere após esses aspectos mencionados acima, todos os demais aspectos de tua vida que te amarram, te aprisionam, te escravizam, te dominam, te acorrentam, te hipnotizam, te seduzem… Após haver feito isso, saberás onde dorme tua consciência, e por aí poderás iniciar a tarefa de DESPERTAR A TUA CONSCIÊNCIA.

COMO DESPERTAR, COMO SAIR DO PESADELO, OU DO SONHO, OU DA FANTASIA?

Gostaria de ter outra resposta, outra alternativa para indicar, mas a vida ensinou que só as grandes tragédias, as grandes crises, as amargas decepções e desilusões com tudo e com todos nos trazem e proporcionam a suavidade e o bálsamo de perceber o pesadelo ou o hipnotismo no qual vivíamos felizes, achando que aquilo era a vida em si.

Muitos Mestres ensinam o CAMINHO DA RENÚNCIA, do DESAPEGO, do SACRIFÍCIO. Mas quantos de nós estamos maduros o suficiente para entender isso? Quantos de nós temos capacidade de RENUNCIAR a algo ou a alguém? Quantos de nós temos a disposição de um Cristo Jesus ou de um Francisco de Assis, ou de um Buddha para se deixar crucificar mansamente, viver de esmolas e renunciar aos prazeres do palácio?

Sim, porque RENÚNCIA implica em cair na real e sair da ilusão da vida. DESAPEGO é cortar laços e conexões que nos atam à vida comum e corrente. E o que é a vida comum e corrente senão um sistema de carceragem para almas e consciências?

Respeitados amigos, a INICIAÇÃO exige tudo, sendo que o começo de tudo se dá pelo rompimento dessas correias transmissoras de forças escravizantes que nos atam ao mecanismo da vida, e que se expressa como karma familiar e karma zodiacal. Isso é o primeiro rompimento. No fim de todo o longo e árduo processo de renúncias e desapegos, que demanda uma, duas ou várias vidas, reconquistamos ou realizamos dentro de nós a autêntica realidade.

Querem o Caminho? Querem o Despertar? Pois comecem por renunciar voluntariamente tudo que abrigam em vossos corações. Renunciem à família, vida, carreira, luxos, riquezas, ambições, ideias, crenças, escolas, mestres, sistemas, etc. Aprendam a viver com um mínimo, como faz um passarinho ou um pequeno animal na floresta, e dediquem todos os momentos de vossas vidas a servir a ÚNICA REALIDADE QUE HÁ DENTRO DE CADA UM.

Temos que voltar à simplicidade da vida, à infância da vida, alegrar-nos com brinquedos simples, louvarmos os dias e as noites, o verão e o inverno, o frio e o calor, a riqueza e a pobreza, a saúde e a provação, e vestirmo-nos com trajes simples, sem ostentação de nenhum tipo. E descobrir que nossa ÚNICA REALIDADE É NOSSO PAI que vive dentro de nós mesmos!

Todos os Mestres da humanidade sempre ensinaram isso, apenas isso! E nós, quando iremos aprender algo tão simples!? O que é preciso que nos aconteça para que caiamos na real e passemos a viver de maneira descomplicada e apenas o momento presente?


 

Autor: Karl Bunn

18 de outubro de 2013

ABRAGNOSE - Academia Brasileira de Gnose

Lançamento 1ª versão: 4 de fevereiro de 1997. Atualizações contínuas e permanentes. Copyright 2005-2014© Todos os direitos reservados. A responsabilidade deste site é da Igreja Gnóstica do Brasil - IGB