ABRAGNOSE - Academia Brasileira de Gnose

A Gnose Ontem e Hoje

No Ocidente, algumas das formas mais conhecidas de Gnose são o hermetismo, a gnose cristã, a alquimia, os ensinamentos dos templários e a franco-maçonaria.

O hermetismo ou os Mistérios de Hermes, foram estabelecidos em antiqüíssimos tempos por Hermes Trismegistos no Egito dos grandes magos e sacerdotes. Afortunadamente, esta ciência conseguiu manter-se pura e intacta até nossos dias nas lâminas do Tarot Egípcio.

Já a Gnose dos primeiros cristãos, somente nos últimos 20 anos do século passado ressurgiu nos principais centros culturais do mundo, tanto em forma integral quanto em forma de livros compilados a partir das chamadas obras apócrifas do cristianismo antigo – que de apócrifos nada têm, considerando-se que a lista canônica foi elaborada para servir aos interesses dos primeiros padres da igreja romana.

Na realidade, apócrifos e canônicos são obras escritas na mesma época e da mesma forma. Existe sim uma diferença de fundamental importância: os denominados apócrifos não sofreram mutilações nem adaptações ao longo dos séculos e são, portanto, mais puros, originais e completos que os canônicos.

Existem muitas discussões e polêmicas em torno das obras apócrifas. Isso é compreensível, levando-se em conta que as fantasias teológicas, criadas nos últimos 2000 anos, estão muito vivas na cabeça das pessoas, mormente dos fiéis católicos e das seitas cristãs. Mas, felizmente, é crescente o número de pessoas esclarecidas que atestam a veracidade e a fidedignidade dos chamados escritos apócrifos, trazendo a público toda a sabedoria gnóstica da antigüidade.

De todo modo, a Igreja Gnóstica do Brasil possui hoje, praticamente, a essência de todo esse conhecimento. Primeiro porque, ao longo dos anos, fomos reunindo tudo que pudemos acerca de gnose e do gnosticismo. Depois, porque graças ao trabalho magistral de Samael Aun Weor, autêntico Mestre do gnosticismo contemporâneo, pudemos compreender a fundo os segredos contidos atrás da letra morta dos textos antigos.

Boa parte desse ensinamento está disponível aqui, em nosso Portal. Outra parte está contida em nossos cursos, dados em diversos níveis e estágios, seja pela internet, seja em nossa sede, no Brasil.

PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DA GNOSE 

As principais características do gnosticismo primitivo são:

1. O conhecimento ou Gnose é obtido por revelação ou inspiração divina.

2. O objeto do conhecimento gnóstico é Deus e a relação do homem e do mundo para com Deus.

3. Este conhecimento ou gnose, por si só, opera a redenção de todo o mal, tornando o homem um ser imortal (pela disciplina iniciática).

Já as principais características do gnosticismo atual podem ser resumidas da seguinte forma: A gnose é o conhecimento do que fomos (vidas passadas), do que somos (ontologia), de onde viemos (cosmologia), de onde estamos (conhecimento científico) e para onde iremos (escatologia).

Isso implica em mergulhar profundamente dentro de nós mesmos para buscar o autoconhecimento e o resgate da consciência de nossas vidas passadas, do que temos dentro de nós, em recônditas profundezas, em forma de qualidades, virtudes, dons e material psicológico para ser usado, trabalhado e transformado.

Em outras palavras isso equivale a explorar o infinito universo do Ser e realizá-lo dentro de nós, aqui e agora, neste plano existencial.


Autor: Karl Bunn

ABRAGNOSE - Academia Brasileira de Gnose

Lançamento 1ª versão: 4 de fevereiro de 1997. Atualizações contínuas e permanentes. Copyright 2005-2014© Todos os direitos reservados. A responsabilidade deste site é da Igreja Gnóstica do Brasil - IGB